Esta é a terceira parte da questão das capacidades sociais para introvertidos e extrovertidos. Serve para explicar como pode mostrar aos extrovertidos como interagir com o tipo de personalidade contrária.

Se ainda não teve oportunidade de ler, veja a primeira parte onde é explicada a diferença entre os dois tipos de personalidades e a segunda parte onde se mostram as melhorias das capacidades sociais para introvertidos.

Perguntar antes de conversar

Como é um extrovertido pode pensar que todas as pessoas são iguais a si, o que é um erro.

Quando uma pessoa está sozinha, pode não estar a necessitar de companhia. Pode mesmo estar a trabalhar ou a pensar e precisa de estar isolada do mundo e não ser interrompida.

É muito fácil resolver esta questão e de não ser visto como uma pessoa que está sempre a interromper e a intrometer-se na vida dos outros. Basta que pergunte primeiro se a pessoa tem alguns minutos para falar consigo. Se estiver com atenção aos movimentos corporais da outra pessoa, poderá nem ter de perguntar se podem falar.

Se começou a falar e a pessoa não demonstrou qualquer interesse na conversa, não leve essa atitude a peito, pense apenas que poderá estar a interromper algo importante e ela não tem coragem de lhe dizer, por ser uma pessoa introvertida.

Fazer perguntas para ajudar

Muitas vezes quando estamos a falar com alguém notamos que estão muito concentrados com os pensamentos que até se esquecem de falar.

Encoraje o introvertido a dar a sua opinião, mas certifique-se que não o faz de forma intrusiva.

Pôr-se no lugar do outro

Mesmo que seja uma pessoa fantástica, sempre divertida e inteligente, existem pessoas introvertidas que preferem estar no seu mundo interior do que a conversar com o mundo exterior.

Por vezes até conseguem iniciar uma conversa com energia, mas vão perdendo durante o período em que a conversa se está a desenrolar. Preste atenção aos sinais que lhe são dados através dos movimentos que a outra pessoa faz.

É sempre desagradável quando estamos a impor a nossa presença a alguém que prefere estar sozinho.

Lembrar as necessidades dos introvertidos

É talvez o mais difícil de fazer, porque o extrovertido não compreende como funcionam os introvertidos, mas é possível que uma pessoa prefira estar sozinha, por melhor personalidade que possamos ter.

A nossa sociedade é feita de introvertidos e extrovertidos. Em vez de haver debates sobre qual a melhor personalidade, é preferível tentar aceitar como funcionam os outros. Desta forma, todos nos podemos dar bem.